Uma mãe deixou o seu bebê de 1 ano atrás de uma casa abandonada. 10 anos depois voltou e exigiu algo extravagante

Às vezes, os humanos fazem coisas tão cruéis que até nos custa a acreditar que são verdade. Um exemplo disso é a história de uma inocente menina chamada Liza Verbitskaya. Os habitantes da sua cidade nunca esquecerão o seu nome, pelos piores motivos.

Certo dia, algumas pessoas estavam passando perto de uma casa em Yaroslavl, Moscou, e ouviram um bebê a chorar. O grupo não ligou muito, pois é normal as crianças fazerem esse tipo de coisas. Mas o choro continuou durante vários dias, e como a casa não parecia habitada, resolveram chamar a polícia.

Youtube - PEH TB
Youtube – PEH TB

Quando as autoridade arrombaram a porta da frente, não queriam acreditar no que estavam a ver: uma menina de um ano sentada sozinha em uma sala sem luzes, escura. A garota foi encontrada no chão imundo chorando, numa casa completamente vazia.

Não havia mais nada nem ninguém naquele local. Os antigos donos tinham levado tudo de lá, menos a sua filha… como é possível uma atrocidade destas? A garota foi levada imediatamente para o hospital, e foi descoberto que ela estava esfomeada, exausta e tinha um quadril partido.

Youtube - PEH TB
Youtube – PEH TB

Muito provavelmente, a bebê estava completamente sozinha há uma semana. Depois de algumas investigações, conseguiram descobrir que seu nome era Liza Verbitskaya, mas não havia nem sinal dos seus pais: eles desapareceram por completo. Depois de ser tratada, a menina iria para um orfanato. Só que o seu destino teve uma maravilhosa reviravolta…

Uma mulher chamada Inna Nika estava visitando seu próprio filho do hospital. Nessa altura, ela ouviu um bebê a chorar no quarto ao lado, e decidiu ir ver o que se passava. Ela conheceu Liza, e lhe contaram a sua triste história de vida. A senhora ficou muito comovida e começou a levar fraldas e brinquedos para a garota.

VK
VK

Como Inna já tinha dois filhos, nunca pensou em adotar uma criança. Mas quando Liza teve alta do hospital, a mulher se apercebeu que já não conseguia viver sem ela. “Eu pedi o endereço do lugar para onde a levaram e fui lá o mais rápido possível. Eu já nem sei mais como cheguei lá!”.

Youtube - PEH TB
Youtube – PEH TB

Alguns meses mais tarde, a adoção foi aprovada e Liza foi viver com sua nova família. A menina tinha quase dois anos, mas ainda não conseguia ingerir comida sólida e sentia muito medo de barulho altos. Um ano depois disso, ela ainda não era capaz de andar direito. Então, sua mãe adotiva decidiu inscrevê-la em aulas de dança, na esperança de que isso a ajudasse a desenvolver a sua coordenação.

Youtube - PEH TB
Youtube – PEH TB

Graças ao amor de Inna, e ao empenho da menina na dança, ela começou a se tornar muito mais saudável e feliz. Quando chegou à idade de ir para a escola, ninguém poderia imaginar que ela tinha sido abandonada pelos pais e deixada para morrer em uma casa abandonada.

A sua aparência era diferente e “exótica”, o que fez com que fosse muitas vezes o centro das atenções. Mas isso nem sempre era bom… alguns colegas lhe chamavam nomes por causa disso. Liza sempre os ignorou pois não tinha vergonha da sua aparência. “Quando ela era pequena, eu disse a ela: ‘as pessoas sempre vão te encarar, prepare-se para isso!'”, conta Inna.

Youtube - PEH TB
Youtube – PEH TB

Com 12 anos, a garota já tinha ganho inúmeras competições de talento e concursos de beleza. Para além disso, conseguiu fazer vários trabalhos de modelo.

VK
VK

Liza ficou conhecida como “a menina mais bonita do país”. Essa fama fez com que a mãe biológica se quisesse aproximar dela, por interesse. Ela se lembrou, passado tanto tempo, que a bebê que tinha abandonado onze anos antes, de uma maneira fria e cruel, era sua filha. Felizmente, o seu pedido negado devido ao ato desumano que havia cometido quando abandonou a menina à sua própria sorte.

Um dia, Liza poderá decidir se quer ver sua mãe biológica. Mas, até ela atingir a maior idade, a mulher está proibida de se aproximar da criança que deixou para morrer.

VK
VK

É maravilhoso ver como o amor, afeto e carinho salvaram essa menina de um destino fatal. Inna e sua família merecem muita sorte e sucesso por tudo o que fizeram por Liza, não concorda?

Facebook

Quer mais histórias? Click »