Bebê de 3 semanas tem convulsão e deixa de respirar após 2 horas de viagem de carro – agora, a mãe quer que todos saibam o motivo

Uma das piores coisas que pode acontecer a um pai é ver o seu filho lutando pela vida. Foi o que aconteceu com uma mãe escocesa chamada Kirsti Clark, de 28 anos, e com o marido Christopher Clark, de 29. No início de abril, os dois decidiram passar um dia com seus filhos: Malena, de 3 anos, e Harper, uma bebê de 3 semanas. Mas o que eles não sabiam era que a viagem se iria tornar num pesadelo.

Viagem vira pesadelo

Eles demoraram a voltar para casa devido ao trânsito na hora de ponta. Mas, quando finalmente chegaram, viram que havia algo de errado com Harper. Seus lábios tinham ficado azuis, sua mandíbula estava cerrada e havia espuma branca saindo da boca e do nariz.

Facebook – Coelho DA Princesa FM

Durante a viagem, que durou 1 hora e 45 minutos, Harper esteve na cadeirinha como de costume. Quando eles chegaram a casa, a bebê de três semanas passou mais 15 minutos em seu assento enquanto Kirsti e Christopher colocavam Malena na cama. Quando pegaram na recém-nascida, eles notaram os terríveis sintomas e imediatamente correram para o hospital.

“Quando chegamos a casa, já passava da hora de dormir de Malena, então trouxemos Harper na cadeirinha e ela ficou lá por 15 minutos, enquanto levamos Malena para a cama”, disse Kirsti. “Meu marido pegou Harper e colocou-a no chão, mas ela parecia não estar confortável.” “Eu disse que seus lábios pareciam azuis, então ele reparou que as bochechas dela estavam vermelhas. Ele pegou nela e eu pude ver imediatamente em seu rosto que algo estava errado.”

Motivo oculto

Apesar dos receios de Kirsti de perder o bebê, os médicos do hospital conseguiram ressuscitar Harper. Eles alertaram os pais de que, se os bebês que passarem mais de 1 hora em um assento de carro, correm o risco de sofrer de privação de oxigénio. Foi o que aconteceu com Harper… ela sofreu uma convulsão como resultado de seus níveis de oxigénio. Quando a bebê foi deitada no chão, o aumento súbito de oxigénio fez com que ela entrasse em colapso.

Agora, Kirsti está fazendo o possível para alertar os outros pais sobre o perigo oculto: “Quando o médico nos disse que era da cadeirinha, eu não conseguia acreditar. Eu pensei ‘não pode ser’. Eu não conseguia entender porque ninguém nunca nos disse nada.”

Daily Record

“Obviamente, ouvimos falar sobre não manter bebês em cadeirinhas de um dia para o outro porque causa curvatura da coluna, mas não sobre algo como isso. Quando a minha menina era bebê, fizemos quatro horas de carro para visitar a família em Cornwall e nunca tivemos nenhum problema.”

“Christopher e eu nos sentimos tão irritados connosco mesmo – sentimos que fizemos isso com a nossa bebê. Foi horrendo. Mas falámos com muitas pessoas e elas nunca ouviram falar sobre este problema… É por isso que sabíamos que precisávamos compartilhar o que aconteceu com Harper porque outros pais precisam saber. Apenas duas horas em um assento de carro e poderíamos perdê-la, é aterrorizante.”

 

Felizmente, Harper foi capaz de se recuperar completamente e está saudável e feliz. No entanto, a situação poderia ter sido muito pior se as coisas tivessem acontecido de forma diferente. Felizmente, Kirsti e Christopher agiram rapidamente e agora estão alertando outros pais para que não aconteça com outra criança.

Você já conhecia o perigo dos bebês ficarem em uma cadeirinha por muito tempo? Compartilhe as suas experiências connosco nos comentários

Fonte: Newsner

Facebook

Quer mais histórias? Click »