Família acredita que a menina não tem atividade cerebral – 4 anos depois, ela desperta e deixa todos de queixo caído

Victoria Arlen nasceu junto com seus dois irmãos, e sempre adorou dançar e se exercitar. Ela era a mais energética e brincalhona dos trigêmeos. Mas, quando a garota completou 11 anos, ela começou a ficar com sintomas preocupantes… Victoria desmaiou várias vezes e teve pneumonia. Duas semanas depois, ela ficou incapacitada da cintura para baixo.

Youtube – TED

A pouco e pouco, seu corpo parou de funcionar. Então, uma inflamação grave do cérebro e da medula espinhal mudou por completo a vida da criança… ela perdeu a fala, a possibilidade de comer e se mexer. Os médicos disseram que a garota estava em estado vegetativo, e que iria ficar assim para sempre. Victoria passou quase 4 anos “trancada” dentro de seu próprio corpo.

Menina volta a ter atividade cerebral

Era muito improvável que Victoria se recuperasse. Ela apenas estava viva pois recebia comida através de um tubo. A família ficou desolada, achando que a tinha perdido para sempre. 2 anos depois de entrar em coma, sua mente “acordou” novamente… ela conseguia ouvir as conversas ao seu redor, mas o corpo não lhe obedecia.

Youtube – TED

Victoria não podia falar, nem explicar o que se estava passando. Tudo o que ela ouvia da equipe do hospital era: “Ela será um vegetal pelo resto da sua vida.” Naquela época, os médicos já haviam encontrado a doença rara que causou inflamação no cérebro e na medula espinhal de Victoria. No entanto, eles continuavam a achar que ela não se iria curar. Mas a família pensava diferente…

Youtube – TED

“Meus pais acreditavam em mim. Eles prepararam um quarto de hospital em minha casa em New Hampshire e cuidaram de mim. Meus três irmãos conversavam comigo, pegavam em meus braços e me contavam o que aconteceu fora do meu quarto. Isso me deu energia para lutar muito mais. Eles não sabiam que eu podia ouvi-los, mas eu ouvi tudo”, disse Victoria.

Victoria acorda do coma

Em 2009, ela começou a fazer contato visual e, em 2010, Victoria acordou completamente de seu estado vegetativo e começou a falar. Apesar disso, ela continuava sem poder mexer as pernas. Todos os especialistas diziam a mesma coisa: “Você deve se acostumar a se mover em uma cadeira de rodas”. Para além de tudo isso, quando a garota voltou à escola, ela foi intimidada por usar cadeiras de rodas.

Facebook – Victoria Arlen

Ela realmente queria voltar para a escola mas, depois de seu primeiro dia, ela não queria voltar mais. Vendo a tristeza da menina, os pais a levaram a outro especialista, que disse: “O otimismo é a crença que leva à conquista. Nada pode acontecer sem esperança e fé”.

Facebook – Victoria Arlen

O médico otimista recomendou a natação para que a menina tentasse movimentar a parte inferior do corpo aos poucos. “Victoria Arlen cresceu perto de um lago, e aprendeu a nadar quando era criança na piscina de sua casa. Ela logo começou a competir e ganhou todos os concursos para em que participou. Ela tinha um talento incomum.”

Campeã de natação

O método resultou, e a menina se sentia livre quando estava na água. Então, no verão de 2012, Victoria foi selecionada para competir nos Jogos Paralímpicos dos Estados Unidos. Ele levou para casa três medalhas de prata e uma de ouro em 100 metros livres. Ela também estabeleceu o recorde mundial nessa modalidade!

Facebook – Victoria Arlen

Quando ela chegou a casa, em Londres, todos a conheciam. Ela começou a contar a sua história em programas de televisão e em revistas, e se tornou uma heroína para muitos. Mas a cadeira de rodas continuava a incomodar Victoria. Então, em 2013, a jovem se mudou para os Estados Unidos para participar do programa Project Walk, onde ajudam pessoas paralisadas a andar novamente.

Facebook – Victoria Arlen

Os especialistas do hospital ainda duvidavam da capacidade de Victoria voltar a andar, e diziam que os tratamentos eram muito caros. Os pais de Victoria disseram que fariam de tudo, até hipotecar a casa, para pagar o treinamento da filha sob o programa Project Walk.

Facebook – Victoria Arlen
Recuperar a mobilidade

Desde que entrou no programa, Victoria começou a treinar cerca de seis horas para atingir seu objetivo. Lentamente, ela começou a recuperar a mobilidade em suas pernas, e conseguia andar de muletas com muito mais frequência.

Facebook – Victoria Arlen

Cinco meses depois, em 3 de março de 2016, ele finalmente deixou as muletas e começou a andar. “Eu não posso dizer que todos os dias são perfeitos. Andar ainda é um desafio e ainda tenho problemas para me movimentar sozinha. Às vezes, eu uso um andador e sigo um programa de exercícios duas a três horas por dia. Nos dias em que sinto minhas pernas paralisadas, uso a cadeira de rodas ou as muletas”, diz Victoria.

Facebook – Victoria Arlen

Mas o esforço valeu muito a pena… Hoje, Victoria encontrou sua nova identidade depois de uma turbulenta luta de 10 anos. Ela é uma medalhista de ouro, apresentadora de um programa de esportes da ESPN e uma sobrevivente. Victoria é um verdadeiro milagre e uma inspiração. Mas ela diz que nada seria possível sem a família.

Facebook – Victoria Arlen

Que jornada incrível a desta jovem… Vamos compartilhar a sua história, que é a prova de que, com determinação, garra e esperança, nada é impossível.

Fonte: Newsner

Facebook

Quer mais histórias? Click »