Em seu primeiro encontro, ela nota algo estranho em sua mão. 4 meses depois, o inimaginável é revelado

O verdadeiro amor supera todos os obstáculos, doenças e adversidades. O casal de quem vamos falar é um exemplo disso. Eles sentiram uma grande ligação logo desde o primeiro encontro. Mas, enquanto a jovem estava com seu parceiro, ela notou algo estranho em sua mão… e isso mudou completamente suas vidas.

Steve e Hope Dezember souberam que eram feitos um para o outro desde o primeiro encontro. Steve preparou um jantar à luz de velas, com música romântica como som de fundo. A garota ficou completamente rendida aos encantos do jovem!

Para além da ligação instantânea, houve algo que Hope não conseguiu esquecer naquela noite. Steve mal conseguia abrir uma garrafa, e tremeu tanto que ela caiu no chão. E isso voltou a acontecer noutros encontros que tiveram. O jovem de 28 anos foi a sete médicos diferentes por causa de seus sintomas, mas nenhum tinha um diagnóstico.

Quatro meses após esse primeiro encontro, Steve finalmente descobriu o que havia de errado: ele tinha uma doença crônica sem cura chamada Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), conhecida também como doença de Lou Gehrig. As causas dessa condição ainda são desconhecidas, mas os efeitos colaterais são horríveis.

A pessoa que sofre de ELA perde gradualmente a capacidade de falar, andar e se mover. Normalmente, os pacientes morrem devido a falta de respiração ou insuficiência cardíaca.

Embora existam exceções, metade dos pacientes diagnosticados com ELA morrem 3 anos depois do diagnóstico, e os restantes dentro de 5 anos após os primeiros sintomas. Dois dias depois de ser diagnosticado, Steve decidiu que não tinha tempo a perder.

Ele levou Hope a uma caminhada e contou à jovem sobre sua doença. Para além disso, Steve disse que ela não deveria se sentir obrigada a ficar com ele. Sem hesitar, Hope disse: “Não vou a lugar algum”. O jovem casal decidiu que queria aproveitar ao máximo o tempo que tinham juntos. Em 2012, eles iniciaram sua lua de mel pelos Estados Unidos.

Mas a doença não tardou em aparecer… Em janeiro de 2013, Steve perdeu a habilidade de falar. Nos meses que se seguiram, ele perdeu muito peso. Tudo o que Hope poderia fazer era ver seu amado marido piorar dia após dia. Suas pernas ficaram paralisadas e ele começou a usar uma cadeira de rodas.

Suas viagens prolongadas tiveram que chegar ao fim, e o casal voltou para sua casa na Geórgia. A aparência de Steve continuou a mudar radicalmente. Ele ficou super magro e se recusava a cortar o cabelo e a barba. Mas Hope não se importava com isso…

A doença paralisou o corpo do jovem, mas não sua mente… Com a ajuda de tecnologia moderna incrível, Steve conseguiu começar a se comunicar com a ajuda de computadores e navegar na internet. Hope escolheu se demitir de seu trabalho como terapeuta para ficar em casa e cuidar do marido em tempo integral.

O casal fundou a iniciativa “Drive”, um projeto no qual Steve pode continuar seu hobby de pintura enquanto financia suas contas médicas vendendo suas pinturas. Mas como ele pinta? Ele usa sua cadeira de rodas como pincel, conduzindo ela em cima de uma tela e criando uma arte incrível.

A situação de Steve é tudo menos fácil, mas ele luta todos os dias para permanecer vivo com a esperança de conseguirem encontrar uma cura para sua doença. O casal tenta viver suas vidas ao máximo e apreciar cada segundo juntos porque sabem que não têm muito tempo.

Essa sim é uma linda história de amor e devemos aprender muito com ela… apesar de todos os problemas da vida, nunca devemos desistir daquilo e daqueles que amamos. Compartilhe se concorda!

 

Fonte: Newsner

Facebook

Quer mais histórias? Click »