Pianista resgata esses gatos da rua e eles demonstram seu amor da melhor maneira

Gatos vadios é o que mais se vê nas ruas de nossa cidade. Os felinos são muito independentes mas ainda assim todos nós sabemos o quanto eles amam ter um lugar seguro e quentinho onde possam dormir e viver.

Um dono carinhoso é tudo aquilo que esses animais de rua necessitam. Mas infelizmente existem bem mais animais vadios do que pessoas com possibilidade de adotá-los.

Sarper Duman é um pianista que vive no Istambul, na Turquia, com sua família. Ele ama música e além disse ele se dedica inteiramente a sua família felina.

Instagram – Sarper Duman

O jovem pianista salvou todos esses gatinhos da rua e agora cuida deles.

Instagram – Sarper Duman

 

“Eu tenho nove gatos agora. Todos eles vêm da rua onde eu os encontrei feridos. Ajudei todos eles a recuperar a saúde”, diz Sarper.

“Eu toco piano o tempo todo em casa quase todas as noites quando me sento, todos os meus gatos vêm até mim. Eles ficam comigo e gostam de dormir em torno do piano”.

Instagram – Sarper Duman

 

Sarper trata seus gatos como reis e rainhas.

Instagram – Sarper Duman

“Eles são tão calmos e isso me faz me acalmar muito, obrigado a eles”, diz Sarper.

Um de seus felinos é cego e gosta de ouvir os pássaros cantar na companhia de seu dono.

Instagram – Sarper Duman

“Para Veysel estar na janela é o momento mais agradável. Ouvir os pássaros e tomar ar fresco é a sua atividade favorita. Eu vou com ele para a janela todos os dias”.

Esse filhotes têm um vínculo forte com seu papai humano. Todos eles foram resgatados da rua e se sentem finalmente em segurança.

Eles são os fãs mais leais que Sarper poderia ter.

Instagram – Sarper Duman
Instagram – Sarper Duman

 

O final do dia é repleto de beijos, abraços e muita ternura.

Instagram – Sarper Duman
Instagram – Sarper Duman
Instagram – Sarper Duman

“Eles são minha vida, eles são meu coração, eles são a minha paz”, diz Sarper.

Muito linda a atitude desse jovem! Compartilhe com sua família e amigos.

Fonte: Animaaaaals

Facebook

Quer mais histórias? Click »