Porque a perda de um cão pode ser mais dolorosa que a de um ente querido

Alguma vez um amigo seu já lhe confessou que a perda de seu patudo lhe causou mais sofrimento do que a morte de um parente próximo? Você já se sentiu assim? É normal, não se preocupe. A sociedade nos condicionou a sentir vergonha de tais emoções.

Pesquisas sugerem que estamos mais do que justificados quando lamentamos profundamente a perda de um amigo peludo.

“Quando o primeiro cachorro da minha família, Spike faleceu, meu pai sofreu terrivelmente. Ele voltava para casa a seguir ao trabalho e ficava sentado no carro, incapaz de enfrentar a porta porque ele sabia que nossa pequena Poodle não estava mais cá para cumprimentá-lo. Ele chegou mesmo a visitar grupos de apoio na perda de animais de estimação on-line.Ele acordava chorando durante a noite.

Pinterest

Esse era o mesmo homem que, anos mais tarde, praticamente me tiraria de um funeral familiar quando meus joelhos fraquejaram. Na época eu estava confuso com suas reações variadas, mas um artigo do Business Insider lançou uma luz sobre o assunto. Acontece que é realente natural para o ser humano experienciar uma dor mais intensa pela perda de seu animal de estimação, do que pela perda de um amigo ou mesmo de um parente.”

Canidae

Para muitas pessoas a perda de um animal de estimação é comparável em quase todos os sentidos à perda de um ente querido. Existem pesquisas que suportam essa teoria mas praticamente nenhum ritual cultural nos ajuda a lidar com a situação.

Pinterest

Quando o ser humano morre, nós podemos escrever obituários, elogios, podemos realizar cerimônias religiosas e encontros de amigos e família. No trabalho temos direito a tirar alguns dias e alguns empregadores ainda oferecem pagamento de luto. Existem tantas maneiras pelas quais somos encorajados a chorar e a expressar nosso luto e emoções.

Pinterest

Quando um animal de estimação morre, muitas vezes não temos nenhuma dessa tradições ou simpatizantes a quem possamos recorrer. A maioria das pessoas deve retornar a todas as suas responsabilidades imediatamente. A casa fica estranhamente tranquila e cheia de recordações. Perdemos nosso melhor amigo e companheiro fiel mas nossa dor não é socialmente reconhecida nem aceite!

Pinterest

Segundo a sociedade, os donos de animais de estimação são dramáticos, sofrem excessivamente e chega a ser vergonhoso. Afinal, “era apenas um cachorro”. O vínculo humano com o animal é incrível e jamais é esquecido. Ele nos amam por quem somos. Eles têm efeitos positivos em nossa saúde e nos mantêm sempre felizes. Como poderíamos ser afastados deles de repente e não sentirmos uma dor angustiante?

Pinterest

A mudança súbita de nossas tarefas nos afeta demasiado quando nossos bebês são afastados de nós. Não temos mais que nos levantar às 6 da manhã para ir dar um passeio, as caminhadas diárias terminam aqui e as saudações calorosas após um longo dia de trabalho já não existem mais. Para muitas pessoas seus animais de estimação são seu propósito de vida. Quando eles desaparecem, é muito complicado achar um novo sentido, um novo rumo.

Canidae

Business Insider apontou outro fator bem interessante… é um fenômeno conhecido como “misnaming”. Ele se descreve pela forma como tratamos nossos animais como se fossem uma criança, um ser amado. Isso indica que colocamos nossos cachorro na mesma categoria mental que nossos membros mais próximos da família. Quando eles partem é como se perdêssemos um membro amado!

Pinterest

A morte de um animal de estimação significa a perda de uma fonte de amor inesgotável, de um companheiro de todas as horas. Dói muito perdê-los, ás vezes até mais do que perder um amigo ou um membro da família. Não existem razões para se envergonhar de estar sofrendo pela perda do seu canino!

Pinterest

Se você conhece alguém que perdeu seu companheiro fiel, compartilhe com essa pessoa.

Fonte: IHeartDogs

Facebook

Quer mais histórias? Click »